POR Elisabeth Schreiber - REBENTAÇÃO.


Por ocasião da passagem de meu aniversário, hoje, minha postagem é cultural, em agradecimento ao poema, a gravura, e sua amizade, a mim oferecido.
Lisa, obrigado, muito obrigado, pela permissão.



Elisabeth Schreiber 

Por Lisa.

rebentação
d’água brincando de espuma
no mar dos meus sonhos...
criança descalça na areia
da praia deserta
do meu passado
sonhar


que grito contido!
o choro do tempo
nos natais que se foram
pequenas luzes
vaga-lumes de lembranças
encontram a minha face criança
tempo passa, vai e se foi...
tristes tardes
alegres manhãs de sol
vida!


dou braçadas contra a correnteza
do tempo...
correntes da escravidão!
sol da minha vida
não entardeça jamais!
coração pela boca
maré, correnteza, rebentação
turbilhão, tempestade
de pensamentos que se vão
pela vida que se vai...
vou distante do mar
para a terra firme da minh’alma


Elisabeth Schreiber 

Postagens mais visitadas