Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

A Lava Jato e o fascismo

Ao longo da história, não há movimento autoritário que não tenha contado com o apoio de considerável parcela de juristas e juízes. Hitler, por exemplo, não cansava de agradecer o apoio dos juízes alemães. Esse fenômeno da adesão de juristas a regimes autoritários, prontos para justificar as maiores violações aos direitos humanos, foi estudado e diversos livros foram publicados sobre o que entrou para a histórica como “os juristas do horror”.
Por Marcia Tiburi



No Brasil pós-golpe não é diferente. Não faltaram “juristas” para justificar a “legalidade” de um impeachment sem a existência de um verdadeiro crime de responsabilidade. Também nunca faltaram “juristas” para defender a “legalidade” do encarceramento de multidões, pessoas que não interessam aos detentores do poder econômico, em desconformidade com a Lei de Execuções Penais. Há, inclusive, “juristas” que defendem a “legalidade” de atos praticados por juízes de férias e em violação às regras de competência, que existem (e deveriam se…

Últimas postagens

VERDADEIROS PATRIOTAS SABEM QUE É UMA GUERRA PELO PETRÓLEO E NÃO POR UM TRÍPLEX. A ENTREGA DO PETRÓLEO BRASILEIRO ÀS TRANSNACIONAIS.

Por que ofender uma boceta rosa choca mais que matar um menino negro

Corporocracia – Governo das Grandes Empresas

Enfrentar a barbárie

Os três brasileiros que refutaram as bases do neoliberalismo

QUASE 9 MIL CARTAS DE PRESOS – A DESTINATÁRIOS COMO TEMER E STF – EXPÕEM OS HORRORES DO CÁRCERE