Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O colchão do crescimento

Por Ricardo Carneiro e Guilherme Mello[*]

A utilização das reservas internacionais para financiar investimentos no País tem despertado controvérsias no debate econômico brasileiro. Este texto pretende contribuir para esta discussão, explicitando e fundamentando uma postura favorável a sua utilização parcial. Para abordar o problema, há três questões inter-relacionadas que precisam ser analisadas: a primeira diz respeito a se o Brasil deve usar as reservas, ou ao menos parte delas; a segunda discute quanto das reservas pode ser usado, sem acarretar riscos de escassez de divisas ou volatilidade cambial; a terceira analisa como as reservas devem ser usadas, com o objetivo de maximizar seu impacto no financiamento do desenvolvimento.

Devem as reservas ser utilizadas?

Para responder a esta pergunta é imprescindível discutir qual o papel cumprido por elas, e porque são necessárias. Elas constituem uma espécie de “pedágio” para os países de moeda inconversível se inserir na globalização finan…

Últimas postagens

Aécio e a meritocracia hereditária

Da recessão econômica à depressão psicológica

Por Katarina Peixoto: Qual é o próximo para o Brasil? Para reconstruir a nossa democracia.

Reforma trabalhista desmente crise no sistema previdenciário

Podemos ser felizes num mundo infeliz?

A DESCONSTITUIÇÃO ÉTICA, MORAL, CULTURAL E INSTITUCIONAL DO ESTADO