Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Catarse da República

Violência inaudita, novo espraiamento da pobreza, ampliação das desigualdades e desnacionalização acelerada da economia são as tragédias disruptivas que estão sendo impulsionados pelo golpe parlamentar-jurídico/policial-midiático.


Por A.SÉRGIO BARROSO



Em junho de 2017, o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgaram o estudo “Atlas da Violência“, [1] analisando dados sobre homicídios no Brasil entre 2005 e 2015. A conclusão é de que homens jovens são as principais vítimas (92%). 1) Em Alagoas e Sergipe a taxa de homicídios de homens jovens atingiu, respectivamente, 233 e 230,4 mortes por 100 mil homens jovens em 2015. 2) A cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras; informa o Atlas que os negros possuem chances 23,5% maiores de serem assassinados. 3) São 155 assassinatos por dia, o que equivale a seis mortes por hora em cada estado, e as características das mortes se repetiriam: ligadas ao tráfico de drogas e tendo como…

Últimas postagens

A UBERIZAÇÃO DO TRABALHO NÃO É INEVITÁVEL: Um assalariado sem submissão é possível?

Por Maurício Abdalla[*]: Capitalismo e Política II: Limites da democracia

Capitalismo e Política (primeira parte): A corrupção

Por Ramon Kayo: Ninguém é a favor de bandidos, é você que não entendeu nada

Jessé Souza: Escravidão é o que define sociedade brasileira