Obama nomeia Liliana Ayalde como nova embaixadora dos EUA no Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou Liliana Ayalde, diplomata com uma longa trajetória na agência de cooperação do país, nova embaixadora para o Brasil, anunciou nesta sexta-feira a Casa Branca.
Assim que for confirmada pelo Senado norte-americano, Ayalde substituirá Thomas A. Shannon, que ocupa o posto desde o final de 2009.

Liliana Ayalde é “cria” da USAID
Ayalde tem extensa experiência dentro da agência de cooperação USAID, na qual trabalhou durante 24 anos e pela qual foi diretora de missão em Nicarágua (1997-1999), Bolívia (1999-2005) e Colômbia (2005-2008). A USAID é utilizada pelo governo norte-americano como fachada para espionagem e corrupção de políticos e governantes. 
Recentemente o presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou a expulsão do país da representação da Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), que operava desde 1964, sob a acusação de conspiração e interferência em assuntos políticos internos.


Morales denunciou que a agência americana está na Bolívia "com fins políticos e não com fins sociais".

"Não precisamos de algumas instituições da embaixada dos Estados Unidos que continuam conspirando contra este processo, contra o povo e, em especial, contra o governo nacional", afirmou na época Evo.

"Nunca mais a USAID, que vai manipulando, que vai utilizando nossos irmãos dirigentes, que vai usando a alguns companheiros de base com esmolas", insistiu diante de milhares de pessoas no Dia do Trabalho, evento que aproveitou para anunciar diversas medidas a favor dos trabalhadores.

Liliana Ayala exerce atualmente o cargo de secretária assistente adjunta no Departamento para a América Latina do Departamento de Estado, chefiado pela sionista Roberta Jacobson, que faz parte da infiltração israelense nos órgãos de informação dos EUA, visando colocar o país a serviço dos interesses criminosos de Israel.
Nascida em Baltimore em 1956, com raízes latinas e domínio do idioma português, ela trabalhou como embaixadora dos Estados Unidos no Paraguai de 2008 a 2011, onde participou ativamente da formatação do golpe parlamentar que derrubou Fernando Lugo da presidência.
Ayalde assumirá o posto após a visita feita ao Brasil há duas semanas pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e antes da visita de Estado que a presidente Dilma Rousseff fará em outubro a Washington.
Certamente ela participará ativamente de maquinações e espionagem para tentar sabotar os esforços dos líderes democráticos que lutam pela construção de uma América Latina mais unida, através do Mercosul.

Fonte: Jornal Água Verde 

Postagens mais visitadas