A privatização lucrativa, a antidemocracia e o desmonte dos sistemas públicos de saúde.

Veja o LINKPrivatização do SUS.

De acordo com a ex-presidenta do Cebes e professora da Fundação Getúlio Vargas, Sonia Fleury, o que se tem assistido é uma tendência autoritária em que as decisões são cada vez mais fechadas e não passam pelos canais dos quais a sociedade participa. "Essa forma de articulação é uma restrição democrática e a consequencia disso é a privatização da gestão pública e da privatização lucrativa, tanto da gestão quanto da execução das políticas sociais", garante. "Impressionante que essas medidas que estão sendo adotadas aqui, estão sendo no momento em que a Europa assiste o deblaque dos sistemas públicos de saúde mais tradicionais, exatamente porque se tornaram modelo desse modelo, como o sistema inglês", lembra.

Postagens mais visitadas