Mensalão. O Funeral da Democracia


Por Zedotoko e Katia da Luz

O mensalão começou
O STF “julgou”
A mídia comemorou
Mas o povo não se indignou
A eleição passou
E o PT se consagrou.

Barbosa se destacou no ato.
Onde estão as evidências ?
A presunção da inocência ?
O benefício da dúvida?
A retórica substituiu o fato.

Um negro no poder
Não é a voz da senzala.
A voz da liberdade
O canto da democracia
A história de luta
Pela soberania de um povo
Pela independência de um país
É o que ele condena e cala.

Aqui jaz Genoíno
Aqui jaz Dirceu
Eis aqui dois personagens de luta
Condenados sem merecimento
É o grito da “Casa Grande”
A vitoria da tirania
' Que após quase meio século
Criminaliza-os,
Por absurda ironia.

Postagens mais visitadas