Manifesto dos Excluídos

Cultura: FORA MARTA
Por Katia da Luz[*]

Aos cuidadores do patrimônio cultural brasileiro; aos apóstolos da mais-valia, da hipocrisia e da falta de pertencimento a carreira de Estado; ao desserviço prestado à nação e a cultura oficial deste país, viemos nos manifestar pela recuperação da dignidade, do respeito e pela integração total à categoria de trabalhadores de baixa renda. NÓS SERVIDORES DA CULTURA, somos a categoria de trabalhadores que ajuda a alanvancar as diversas formas de manipulação cultural do Brasil, não queremos para nós o papel de EXCLUÍDOS, dos DISPENSÁVEIS.
Basta de negociatas com os servidores e com aposentados. Se existe gordura para ser cortada, no orçamento da união, com toda certeza, não é responsabilidade dos trabalhadores e sim dos gestores empossados pela autoritária indicação eleitoreira que ignora nosso pertencimento e nosso valor na vida cultural brasileira. A estes gestores, nosso repúdio e indignação.
Pelo fim do critério espúrio que nos exclui dos benefícios do VALE-CULTURA, segundo matéria do PIG Folha de São Paulo, matéria “Vale quanto Pesa?”, de 09/10/2012, caderno E1, ABAIXO A A EXCLUSÃO.
Somos todos trabalhadores do setor. PELA SOBERANIA CULTURAL DO BRASIL.
AFINAL SOMOS UMA DEMOCRACIA SOCIALISTA PROLETÁRIA, OU UMA SOCIAL DEMOCRACIA BURGUESA?

* Aposentada Funarte-RJ, uma das mentoras do Vale-Cultura.
Colaborador: ZedoToko Costa.

Postagens mais visitadas