REVISTA ÉPOCA E SUA CAMPANHA TORPE

É profundamente desagradável a campanha podre movida por essa imprensa golpista, quando todos sabemos que essa mesma imprensa, ao longo da história, sempre se beneficiou de imensos privilégios, ganhos pecuniários e lucrativos negócios, quando da vigência do regime autoritário.
Enquanto muitos democratas e revolucionários punham em risco sua própria vida e de seus familiares, esta imprensa golpista gozava de imensas vantagens.
Sempre ouvimos dizer que a responsabilidade da ditadura estabelecida no país, em 1964, foi inteiramente, dos militares. Grande equívoco, havendo aí várias injustiças históricas.
Omite-se que muitos oficiais e suboficiais que se opuseram ao golpe pagaram um alto preço pela a fidelidade à legalidade democrática, alguns com a própria vida.
Silencia-se a participação do grande empresariado brasileiro, a época, através do IBADE, Instituto Brasileiro de Ação Democrática, que financiou, não só o golpe, e posteriormente os aparelhos repressivos de tortura.
Não podemos esquecer da participação do Departamento de Estado Americano, que além de ajudar a preparar o golpe, dispondo-se, também, a intervir militarmente para sufocar qualquer resistência constitucionalista.
Porém acreditamos que a maior injustiça tenha sido, por parte, da grande imprensa brasileira, na ocasião, onde desempenhou um papel de destaque na criação da histeria golpista, na preparação da opinião pública para quebra da legalidade democrática. Para corroborar o que digo, basta reproduzir editoriais publicados, pelo O Globo, e JB, repercutindo o golpe militar.

O editorial do JB, que rigorosamente não contribue em nada, mas deixa tudo bem claro:
“Desde ontem se instalou no País a verdadeira legalidade ... Legalidade que o caudilho não quis
preservar, violando-a no que de mais fundamental ela tem. (...) A legalidade está conosco e não com o
caudilho aliado dos comunistas.(...)“Golpe? ─ crime só punível pela deposição pura e simples do
Presidente. Atentar contra a Federação é crime de lesa-pátria. Aqui acusamos o Sr. João Goulart de
crime de lesa-pátria. Jogou-nos na luta fratricida, desordem social e corrupção generalizada.” [JB,
01/04/1964]

O editorial de O Globo é mais contundente em seu empenho na derrocada da ordem democrática:
“Vive a Nação dias gloriosos. Porque souberam unir-se todos os patriotas (...) para salvar o que é
essencial: a democracia, a lei e a ordem. Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas (...) o
Brasil livrou-se do Governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua
vocação e tradições. (...) Poderemos, desde hoje, encarar o futuro confiantemente (...) Salvos da
comunização que celeremente se preparava, os brasileiros devem agradecer aos bravos militares, que
os protegeram de seus inimigos. (...) Aliaram-se os mais ilustres líderes políticos, os mais respeitados
Governadores, com o mesmo intuito redentor que animou as Forças Armadas. Era a sorte da
democracia no Brasil que estava em jogo.(...) A esses líderes civis devemos, igualmente, externar a
gratidão de nosso povo.(...) Se os banidos, para intrigarem os brasileiros com seus líderes e com os
chefes militares, afirmarem o contrário, estarão mentindo, estarão, como sempre, procurando engodar
as massas trabalhadoras, que não lhes devem dar ouvidos(...).” [O Globo, 02/04/1964]

Textos golpistas, que proclamam em alto e bom som o compromisso antidemocrática da grande
imprensa brasileira. Pois é essa mesma imprensa que não soube respeitar a legalidade democrática e a liberdade dos brasileiros que hoje se arvora em defensora da liberdade de imprensa. É de se
perguntar: afinal, que liberdade é essa? A liberdade de fazer uso do monopólio da informação com o objetivo de manipular a opinião pública para promover golpes de Estado?
É por isso que reconheço a coerência dessa grande imprensa de deliberadamente envenenar a opinião pública, contra a atual candidata à presidência da república, tentando através da publicação da atual revista Época, tendenciosamente, denegrindo seu passado de luta, que cá entre nós é motivo de nos orgulharmos, enquanto brasileiros.

ZedoToko

Postagens mais visitadas